Connect with us

Sports

Boxing continues to knock itself out with bewildering, incorrect decisions

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui.

Published

on

Photo: Shutterstock

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores et quas molestias excepturi sint occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem eum fugiat quo voluptas nulla pariatur.

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet ut et voluptates repudiandae sint et molestiae non recusandae. Itaque earum rerum hic tenetur a sapiente delectus, ut aut reiciendis voluptatibus maiores alias consequatur aut perferendis doloribus asperiores repellat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem sequi nesciunt.

Et harum quidem rerum facilis est et expedita distinctio. Nam libero tempore, cum soluta nobis est eligendi optio cumque nihil impedit quo minus id quod maxime placeat facere possimus, omnis voluptas assumenda est, omnis dolor repellendus.

Nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo.

“Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat”

Neque porro quisquam est, qui dolorem ipsum quia dolor sit amet, consectetur, adipisci velit, sed quia non numquam eius modi tempora incidunt ut labore et dolore magnam aliquam quaerat voluptatem. Ut enim ad minima veniam, quis nostrum exercitationem ullam corporis suscipit laboriosam, nisi ut aliquid ex ea commodi consequatur.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esporte

Santos aposta em time cascudo para garantir vaga na Copa Sul-Americana

Um time experiente, com tranquilidade para não cair na catimba do adversário e também com foco para decidir a classificação em casa. É com essa mentalidade que o Santos do técnico Fabián Bustos recebe o Deportivo Táchira, da Venezuela, nesta quarta-feira, às 21h30, na Vila Belmiro, disposto a garantir a classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana.Como no jogo de ida a equipe santista empatou em 1 a 1, uma vitória por qualquer placar diante de sua torcida assegura a permanência do time paulista no torneio continental. Disposto a não correr riscos, o treinador argentino vai lançar mão dos atletas experientes para conseguir o seu objetivo.
Essa decisão tem uma relação direta com o desempenho ruim que o time vem amargando nos últimos jogos. Na Copa do Brasil, por exemplo, o Santos precisa reverter uma desvantagem de quatro gols (foi goleado pelo Corinthians por 4 a 0) para levar decisão da partida de volta para os pênaltis.
No Brasileirão, a oscilação também é uma das principai..

Published

on

Um time experiente, com tranquilidade para não cair na catimba do adversário e também com foco para decidir a classificação em casa. É com essa mentalidade que o Santos do técnico Fabián Bustos recebe o Deportivo Táchira, da Venezuela, nesta quarta-feira, às 21h30, na Vila Belmiro, disposto a garantir a classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana.

Como no jogo de ida a equipe santista empatou em 1 a 1, uma vitória por qualquer placar diante de sua torcida assegura a permanência do time paulista no torneio continental. Disposto a não correr riscos, o treinador argentino vai lançar mão dos atletas experientes para conseguir o seu objetivo.

Essa decisão tem uma relação direta com o desempenho ruim que o time vem amargando nos últimos jogos. Na Copa do Brasil, por exemplo, o Santos precisa reverter uma desvantagem de quatro gols (foi goleado pelo Corinthians por 4 a 0) para levar decisão da partida de volta para os pênaltis.

No Brasileirão, a oscilação também é uma das principais marcas da equipe que vem de derrota para o Flamengo em casa e ocupa o décimo lugar no torneio. Nos últimos 12 duelos, o Santos venceu apenas um confronto – vitória de 2 a 1 sobre o Juventude em Caxias do Sul, no dia 14 de junho.

O jogo diante dos venezuelanos dá ao Santos a chance de acabar com outro incômodo jejum: já são seis partidas sem saber o que é vitória atuando no estádio da Vila Belmiro.

Assim, a classificação na Sul-Americana acaba sendo uma oportunidade de amenizar a ácida relação da equipe com a torcida e também a chance de acalmar o tenso ambiente no departamento de futebol do clube. O momento ruim acabou tirando o espaço de jovens valores como o zagueiro Kaiky e o volante Sandry, por exemplo.

Em meio ao momento conturbado do futebol, Bustos ganhou ainda problemas de última hora, como o pedido de rescisão de contrato do zagueiro uruguaio Velázquez. Além disso, mais dois desfalques complicaram a sua missão de montar a equipe. Os laterais Auro e Felipe Jonatan testaram positivo para a covid-19 e estão fora. Madson, que ainda cumpre a fase de transição física, não está liberado.

Ciente da responsabilidade que tem na partida desta quarta, a missão de garantir os três pontos fica a cargo dos mais experientes. Um dos atletas com mais rodagem no elenco, o zagueiro Maicon está recuperado de lesão na coxa e deve reaparecer na defesa. Camacho é outro que pode virar titular. O goleiro John e o meia Lucas Barbosa voltam de suspensão e ficam à disposição do treinador para a partida – mas João Paulo deve seguir como titular.

A ideia do treinador é forçar os erros do adversário desde o início para aproveitar o fator torcida. Ele trabalhou jogadas de velocidade e cruzamentos para a área para o aproveitamento dos atacantes.

Pelo lado do Deportivo Táchira, a partida é tratada com muita cautela, já que o empate leva a decisão da vaga para os pênaltis. Alex Pallarés vai armar a equipe no esquema 4-5-1 com Uribe jogando como referência no comando do ataque. O zagueiro Restrepo, que era dúvida para a partida, passou na última avaliação e está confirmado contra o Santos

A estratégia é segurar o resultado e explorar o nervosismo dos donos da casa em função da má fase santista.

CEARÁ X THE STRONGEST

Após vencer o rival boliviano por 2 a 1 no jogo de ida, em La Paz, o time brasileiro joga por um empate nesta quarta para avançar às quartas de final. A seu favor, o técnico Marquinhos Santos também tem o retorno de jogadores importantes, como Mendoza, Vina, Luiz Otávio, Bruno Pacheco, Cléber, Lindoso e João Ricardo.

O Ceará conta ainda com o bom retrospecto recente na Arena Castelão. Neste ano, não perde em seus domínios há sete jogos, acumulando três vitórias e quatro empates. Se confirmar o favoritismo, o time brasileiro poderá fazer um duelo totalmente nacional nas quartas, num eventual confronto com o São Paulo, que duela nas oitavas com a Universidad Católica.

Continue Reading

Esporte

Piquet diz não ver problema em chamar Hamilton de ‘neguinho’: ‘Isso é besteira’

Nelson Piquet voltou a se manifestar sobre os comentários racistas e homofóbicos que fez sobre Lewis Hamilton. Diferentemente da primeira vez, quando pediu desculpas pelos termos usados para se referir ao piloto britânico, agora o brasileiro diz não ver problema em chamar o heptacampeão da Fórmula 1 de “neguinho”. O ex-piloto de 69 anos disse ainda que usa a palavra com seus “amigos brancos” e que não se importa com as críticas. “Isso é tudo besteira, eu não sou racista. Não há nada, nada que eu disse errado. O que eu usei é uma palavra muito suave, até usamos com alguns amigos brancos”, disse Piquet à revista Motor Sport Magazine. “Eu realmente não me importo, isso não atrapalha minha vida.”
Piquet chegou a comunicar um pedido de desculpas a Hamilton na última semana. O brasileiro argumentou um equívoco na tradução do termo, alegando que a palavra é usada coloquialmente no Brasil, minimizando o caso e suas declarações de cunho racista.
Na segunda-feira, entidades entraram com uma ação..

Published

on

Nelson Piquet voltou a se manifestar sobre os comentários racistas e homofóbicos que fez sobre Lewis Hamilton. Diferentemente da primeira vez, quando pediu desculpas pelos termos usados para se referir ao piloto britânico, agora o brasileiro diz não ver problema em chamar o heptacampeão da Fórmula 1 de "neguinho". O ex-piloto de 69 anos disse ainda que usa a palavra com seus "amigos brancos" e que não se importa com as críticas.

"Isso é tudo besteira, eu não sou racista. Não há nada, nada que eu disse errado. O que eu usei é uma palavra muito suave, até usamos com alguns amigos brancos", disse Piquet à revista Motor Sport Magazine. "Eu realmente não me importo, isso não atrapalha minha vida."

Piquet chegou a comunicar um pedido de desculpas a Hamilton na última semana. O brasileiro argumentou um equívoco na tradução do termo, alegando que a palavra é usada coloquialmente no Brasil, minimizando o caso e suas declarações de cunho racista.

Na segunda-feira, entidades entraram com uma ação contra Nelson Piquet no Tribunal de Justiça do Distrito Federal pedindo uma indenização no valor de R$ 10 milhões. Os órgãos citam reparação de dano moral coletivo e dano social infligidos à população negra, à comunidade LGBTQIA+ e ao povo brasileiro de modo geral.

ENTENDA A POLÊMICA ENTRE PIQUET E HAMILTON

Nelson Piquet foi flagrado usando um termo racista para se referir a Lewis Hamilton em um vídeo de 2021 que circulou nas redes sociais e ganhou repercussão no final de semana. É possível ouvir o ex-piloto chamando o heptacampeão de "neguinho" ao comentar um acidente envolvendo o inglês e Max Verstappen – namorado de sua filha, Kelly Piquet – durante o Grande Prêmio da Inglaterra. Ele ainda fez um comentário homofóbico para justificar a perda do título de 2016 por Hamilton para o piloto alemão Nico Rosberg.

Na ocasião, Piquet ainda comparou a batida entre os pilotos da Mercedes e da Red Bull com a polêmica colisão de Ayrton Senna e o francês Alain Prost, principal rivalidade da Fórmula 1 no passado. O caso de Senna ocorreu na largada do GP do Japão, em 1990, que garantiu o título daquele ano ao brasileiro. "O Senna não fez isso. O Senna saiu reto", comparou.

Desde o começo da semana, o comentário do brasileiro foi duramente criticado por internautas, relembrando o seu histórico de frases polêmicas. "Surpreendendo um total de zero pessoas", escreveu uma usuária do Twitter. "Imagina o que ele não deve falar em off", escreveu outra.

A filha do tricampeão de 69 anos, Kelly Piquet, é namorada de Max Verstappen. O holandês visitou o ex-piloto em Brasília antes do GP de São Paulo, em novembro de 2021, que terminou com Hamilton no lugar mais alto do pódio. Porém, foi Verstappen quem terminou com o título ao fim da temporada.

Continue Reading

Esporte

Palmeiras joga para confirmar vaga e alcançar novo recorde na Libertadores

Criticado pela última derrota no Brasileirão, mas tranquilo na Copa Libertadores, o Palmeiras deve rodar o elenco nesta quarta-feira, às 19h15, no Allianz Parque, diante do Cerro Porteño. Como o time abriu larga vantagem com os 3 a 0 no Paraguai, a tendência é de que Abel Ferreira descanse alguns titulares a fim de minimizar o desgaste físico de olho nas outras competições.Caso confirme sua classificação, o Palmeiras vai se tornar o primeiro clube brasileiro a garantir vaga nas quartas de final da Libertadores pela quinta vez consecutiva.
Atual bicampeão do torneio, o Palmeiras protagonizou a melhor campanha da história na primeira fase, e, como fez 3 a 0 na ida das oitavas, em Assunção, joga tranquilo o duelo de volta em sua casa. Pode perder até dois gols para os paraguaios que, ainda assim, avança de fase.
O time de Abel defende uma invencibilidade de 15 embates no torneio continental, com 12 vitórias e três empates – maior sequência do clube. A última derrota foi para o Defensa y ..

Published

on

Criticado pela última derrota no Brasileirão, mas tranquilo na Copa Libertadores, o Palmeiras deve rodar o elenco nesta quarta-feira, às 19h15, no Allianz Parque, diante do Cerro Porteño. Como o time abriu larga vantagem com os 3 a 0 no Paraguai, a tendência é de que Abel Ferreira descanse alguns titulares a fim de minimizar o desgaste físico de olho nas outras competições.

Caso confirme sua classificação, o Palmeiras vai se tornar o primeiro clube brasileiro a garantir vaga nas quartas de final da Libertadores pela quinta vez consecutiva.

Atual bicampeão do torneio, o Palmeiras protagonizou a melhor campanha da história na primeira fase, e, como fez 3 a 0 na ida das oitavas, em Assunção, joga tranquilo o duelo de volta em sua casa. Pode perder até dois gols para os paraguaios que, ainda assim, avança de fase.

O time de Abel defende uma invencibilidade de 15 embates no torneio continental, com 12 vitórias e três empates – maior sequência do clube. A última derrota foi para o Defensa y Justicia, da Argentina, em maio de 2021.

Além disso, atingiu a marca de oito vitórias seguidas na competição com o triunfo no Paraguai. Os números são excelentes, mas o discurso é cauteloso, até porque o Cerro Porteño ganhou em suas últimas duas visitas ao Palmeiras na Libertadores: 2 a 3 em 2006 e 0 a 1 em 2018.

"Em jogo de Libertadores não pode cochilar, não pode dar mole. Eles vão vir para tentar buscar um resultado positivo", alertou Marcos Rocha, veterano lateral que é o único brasileiro a ter disputado dez edições consecutivas de Libertadores.

"Estamos disputando três grandes campeonatos e brigando por todos. Uma hora ou outra podemos oscilar, mas sabemos o quanto o nosso trabalho é positivo dentro e fora do clube", acrescentou Rocha. A única nova baixa é Gabriel Veron, fora devido a um problema no pé. Ele pisou em um caco de vidro e levou 11 pontos no local do corte. O lateral-esquerdo Jorge, livre da covid-19, retorna.

O Cerro não tem nada a perder. Se não conseguir uma virada que seria heroica, joga, ao menos, para se despedir com dignidade da Libertadores. "Temos o espírito de que, por mais difícil que seja, devemos jogar o jogo e temos que fazê-lo defendendo com muita firmeza o trabalho que é feito no clube e o emblema desta instituição", disse o técnico Arce.

Continue Reading

Esporte

Corinthians supera Boca nos pênaltis e segue vivo na Libertadores

O Corinthians sofreu, mas garantiu a classificação para as quartas de final da Copa Libertadores após derrotar o Boca Juniors (Argentina) por 6 a 5 na disputa de pênaltis, na noite desta terça-feira (5) no estádio da Bombonera, em Buenos Aires, após um empate sem gols nos 90 minutos.
A vaga teve que ser decidida na disputa nas penalidades máximas porque no primeiro jogo entre as equipes, na última semana em São Paulo, o resultado final também foi um empate sem gols. Agora o Timão pega na próxima fase quem passar entre Flamengo e Tolima (Colômbia).
Com muitos desfalques e sabendo que teria que lidar com a intensa pressão da equipe argentina, o técnico Vítor Pereira mandou para o gramado uma equipe com uma linha de cinco jogadores na defesa, talvez com a intenção de tentar controlar as ações. Mas a aposta do treinador português se mostrou um erro, pois o Timão pouco fez diante de um Boca que dominou amplamente no primeiro tempo.
Diante de um Corinthians recuado, o time argentino passou ..

Published

on

O Corinthians sofreu, mas garantiu a classificação para as quartas de final da Copa Libertadores após derrotar o Boca Juniors (Argentina) por 6 a 5 na disputa de pênaltis, na noite desta terça-feira (5) no estádio da Bombonera, em Buenos Aires, após um empate sem gols nos 90 minutos.

A vaga teve que ser decidida na disputa nas penalidades máximas porque no primeiro jogo entre as equipes, na última semana em São Paulo, o resultado final também foi um empate sem gols. Agora o Timão pega na próxima fase quem passar entre Flamengo e Tolima (Colômbia).

Com muitos desfalques e sabendo que teria que lidar com a intensa pressão da equipe argentina, o técnico Vítor Pereira mandou para o gramado uma equipe com uma linha de cinco jogadores na defesa, talvez com a intenção de tentar controlar as ações. Mas a aposta do treinador português se mostrou um erro, pois o Timão pouco fez diante de um Boca que dominou amplamente no primeiro tempo.

Diante de um Corinthians recuado, o time argentino passou a colecionar boas oportunidades, como as que saíram dos pés do atacante Villa aos 5 minutos, do lateral Advíncula dois minutos depois e de Fabra aos 10. Porém, a chance mais cristalina surgiu aos 18 minutos, quando Zeballos atacou pela direita e cruzou para a área, onde Benedetto, com grande liberdade, finalizou de primeira sem direção para alívio da torcida do Timão.

A situação pareceu se complicar de vez para o Corinthians aos 27 minutos, quando o juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), marcou pênalti para o Boca porque o zagueiro Raul Gustavo acabou acertando Fernández com uma cotovelada em disputa pelo alto.

Benedetto foi para a cobrança e acabou acertando a trave, desperdiçando outra grande oportunidade de abrir o marcador.

A etapa final teve a mesma tônica, com um Corinthians acuado diante de um Boca bem agressivo no ataque. E a oportunidade mais cristalina dos argentinos surgiu aos 13 minutos, quando Benedetto recebeu lançamento e bateu tentando encobrir o goleiro Cássio. Mas ele mandou para fora.

Como o empate permaneceu até o final dos 90 minutos, a vaga teve que ser decidida nas penalidades máximas. Nos pênaltis, Rojo, Izquierdoz, Fernández, Romero e Varela marcaram pelo Boca, enquanto Benedetto chutou para fora e Cássio defendeu os chutes de Villa e Ramírez. Já o Corinthians foi mais eficiente, com Raul Gustavo e Bruno Melo perdendo e Fábio Santos, Cantillo, Róger Guedes, Roni, Lucas Piton e Gil convertendo suas oportunidades.

Continue Reading

Esporte

Alemães não querem que seleção participe da Copa do Mundo no Catar

A população alemã é crítica à participação de sua seleção na Copa do Mundo do Catar, que será disputada entre os meses de novembro e dezembro deste ano. De acordo com uma pesquisa feita pelo instituto YouGov, 48% da população se posiciona de maneira contrária à ida dos comandados do técnico Hansi Flick para o país do Oriente Médio.A pesquisa aponta que os principais motivos para desagrado alemão são referentes aos problemas de direitos humanos no Catar. De acordo com a Anistia Internacional, mais de seis mil pessoas morreram nas construções de estádios e em outras obras de infraestrutura no país-sede do Mundial.
Ademais, questões envolvendo a sexualidade e a orientação sexual e manifestações políticas serão coibidas durante a realização da Copa no Catar. Esses temas também são sensíveis à população da Alemanha, que não vê com bons olhos a maneira como o país do Oriente Médio age nestes casos.
Ainda de acordo com a pesquisa, 28% dos alemães afirmam que a seleção não deveria se ausentar ..

Published

on

A população alemã é crítica à participação de sua seleção na Copa do Mundo do Catar, que será disputada entre os meses de novembro e dezembro deste ano. De acordo com uma pesquisa feita pelo instituto YouGov, 48% da população se posiciona de maneira contrária à ida dos comandados do técnico Hansi Flick para o país do Oriente Médio.

A pesquisa aponta que os principais motivos para desagrado alemão são referentes aos problemas de direitos humanos no Catar. De acordo com a Anistia Internacional, mais de seis mil pessoas morreram nas construções de estádios e em outras obras de infraestrutura no país-sede do Mundial.

Ademais, questões envolvendo a sexualidade e a orientação sexual e manifestações políticas serão coibidas durante a realização da Copa no Catar. Esses temas também são sensíveis à população da Alemanha, que não vê com bons olhos a maneira como o país do Oriente Médio age nestes casos.

Ainda de acordo com a pesquisa, 28% dos alemães afirmam que a seleção não deveria se ausentar da disputa da Copa do Mundo, enquanto 24% preferiram não opinar sobre o tema.

Tetracampeã mundial, a Alemanha quer superar o fracasso no último Mundial e um ciclo irregular até o Catar. Após a troca de Joachim Löw por Hansi Flick, a seleção alemã conseguiu se recolocar como uma das favoritas e aposta nos jovens para chegar ao penta e igualar o Brasil. A Alemanha está no Grupo E, ao lado de Espanha, Japão e Costa Rica. A estreia está agendada para 23 de novembro, diante dos japoneses.

Continue Reading

Tendência

Copyright © 2022 - BILLNETWORK - Humberg Trajano - Programer