Conecte-se Conosco

Entertainment

Quase 36% dos jovens do Brasil não estudam e não trabalham, mostra relatório da OCDE

Brasil é o segundo país no ranking jovens de 18 a 24 anos não desempenham atividade profissional e nem estão matriculados em instituições de ensino, ficando atrás apenas da África do Sul. Brasil tem 35,9% de jovens que não estudam nem trabalham, segundo levantamento da OCDE
Brasil é o segundo país com mais jovens de 18 a 24 anos que não estudam ou trabalham. É o que diz um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado na segunda-feira (3).
De acordo com o estudo Education at a Glance 2022, 35,9% dos brasileiros na faixa etária não estão matriculados em instituições de ensino e não desempenham nenhuma atividade profissional.
O país fica atrás apenas da África do Sul, onde 46,2% dos jovens estão na mesma situação.
O estudo avaliou a ocupação de jovens em 38 países membros do OCDE, além de países como Brasil, Argentina, China, Índia, Indonésia, Arábia Saudita and África do Sul.
O indicador considera que pessoas de 18 a 24 anos estão em transição..

Publicado

em

Brasil é o segundo país no ranking jovens de 18 a 24 anos não desempenham atividade profissional e nem estão matriculados em instituições de ensino, ficando atrás apenas da África do Sul. Brasil tem 35,9% de jovens que não estudam nem trabalham, segundo levantamento da OCDE
Brasil é o segundo país com mais jovens de 18 a 24 anos que não estudam ou trabalham. É o que diz um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado na segunda-feira (3).
De acordo com o estudo Education at a Glance 2022, 35,9% dos brasileiros na faixa etária não estão matriculados em instituições de ensino e não desempenham nenhuma atividade profissional.
O país fica atrás apenas da África do Sul, onde 46,2% dos jovens estão na mesma situação.
O estudo avaliou a ocupação de jovens em 38 países membros do OCDE, além de países como Brasil, Argentina, China, Índia, Indonésia, Arábia Saudita and África do Sul.
O indicador considera que pessoas de 18 a 24 anos estão em transição do estudo para o trabalho e conclui que não ter uma atividade profissional pode causar "consequências duradouras, especialmente quando a pessoa experiencia períodos longos de desemprego ou inatividade".
VÍDEOS E PODCAST

Clique Para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Tendência