Connect with us

Brasil

Zé Neto diz que não precisa da Lei Rouanet e alfineta tatuagem íntima de Anitta

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Durante show na cidade de Sorrido (MT), o cantor Zé Neto, 32, alfinetou Anitta, 29. Em discurso a respeito do uso ou não da Lei Rouanet e a favor do governo Bolsonaro, disse que quem paga o cachê dele e o de Cristiano é o povo e que não necessita de auxílio.

“Estamos aqui em Sorriso, Mato Grosso, um dos estados que sustentou o Brasil durante a pandemia. Nós somos artistas que não dependem de Lei Rouanet. Nós não precisamos fazer tatuagem no toba para mostrar se a gente está bem ou não”, disparou em referência à tatuagem íntima feita por Anitta em 2021.

Imediatamente, o assunto repercutiu nas redes sociais e fãs começaram a atrelar o discurso à artista. As críticas em torno do que falou Zé Neto começaram a tomar a internet e o nome do cantor ficou entre os assuntos mais comentados. Muitos lembraram que recentemente ele virou notícia após posar em fotos com um volume na sunga ao lado da mulher, Natália Toscano.

Outros também disseram que eles costumam faze..

Published

on

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Durante show na cidade de Sorrido (MT), o cantor Zé Neto, 32, alfinetou Anitta, 29. Em discurso a respeito do uso ou não da Lei Rouanet e a favor do governo Bolsonaro, disse que quem paga o cachê dele e o de Cristiano é o povo e que não necessita de auxílio.

"Estamos aqui em Sorriso, Mato Grosso, um dos estados que sustentou o Brasil durante a pandemia. Nós somos artistas que não dependem de Lei Rouanet. Nós não precisamos fazer tatuagem no toba para mostrar se a gente está bem ou não", disparou em referência à tatuagem íntima feita por Anitta em 2021.

Imediatamente, o assunto repercutiu nas redes sociais e fãs começaram a atrelar o discurso à artista. As críticas em torno do que falou Zé Neto começaram a tomar a internet e o nome do cantor ficou entre os assuntos mais comentados. Muitos lembraram que recentemente ele virou notícia após posar em fotos com um volume na sunga ao lado da mulher, Natália Toscano.

Outros também disseram que eles costumam fazer shows pagos pelas prefeituras das cidades onde se apresentam em muitas vezes, assim como outros artistas. Procurados, Zé Neto e Anitta ainda não haviam respondido as solicitações até a publicação deste texto.

Essa polêmica acontece duas semanas depois de uma outra na qual Zé Neto estava envolvido. Na noite do dia 28 de abril, o cancelamento de uma apresentação da dupla fez baixar até a polícia na cidade de João Monlevade (MG). Isso porque o público já estava todo dentro do Espaço de Eventos e ficou revoltado por só saber que não haveria mais nada três horas depois do horário de início da apresentação.

A Polícia Militar fez a escolta do ônibus da dupla para que pudesse sair de lá em segurança. Zé Neto precisou ir ao hospital por causa de uma forte sinusite que deixou seu rosto inchado.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Brasil

Famosos que se casaram em cartórios

Quando se trata de casamentos de celebridades, muitas vezes esperamos festas glamourosas e cheias de estrelas em locais deslumbrantes como no sul da França ou Caribe, por exemplo. Mas algumas estrelas optaram por se casar numa cerimônia muito mais discreta, em cartórios, tribunais ou na prefeitura local, com apenas algumas testemunhas ao redor.

Claro, muitas estrelas oficializaram essa cerimônia sóbria apenas para, posteriormente, organizar a enorme e luxuosa festa que todos imaginávamos, mas outros famosos ficaram perfeitamente contentes em trocar alianças silenciosamente. Clique na galeria para ver quais celebridades casaram no civil!

Published

on

Quando se trata de casamentos de celebridades, muitas vezes esperamos festas glamourosas e cheias de estrelas em locais deslumbrantes como no sul da França ou Caribe, por exemplo. Mas algumas estrelas optaram por se casar numa cerimônia muito mais discreta, em cartórios, tribunais ou na prefeitura local, com apenas algumas testemunhas ao redor.

Claro, muitas estrelas oficializaram essa cerimônia sóbria apenas para, posteriormente, organizar a enorme e luxuosa festa que todos imaginávamos, mas outros famosos ficaram perfeitamente contentes em trocar alianças silenciosamente. Clique na galeria para ver quais celebridades casaram no civil!

Continue Reading

Brasil

Novo estudo da USP monitora Covid longa usando relógio inteligente

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Uma nova pesquisa desenvolvida pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP utiliza relógios inteligentes (também chamados de smartwatches) para monitorar pacientes que sofrem de Covid longa.

O estudo, apresentado nesta semana na 27ª Feira Hospitalar, em São Paulo, pretende melhorar o acompanhamento de quem está acometido pela síndrome e também identificar os principais fatores biológicos associados a ela.

A Covid longa ocorre quando pacientes continuam com problemas de saúde mesmo após semanas do diagnóstico para o coronavírus. Diversos estudos têm tentado identificar os mecanismos por trás desses danos, em busca de soluções.

Linamara Rizzo Battistella, professora titular de fisiatria da Faculdade de Medicina da USP e pesquisadora principal do estudo, explica que uma dificuldade em casos de doenças crônicas é assistir a longo prazo os pacientes.

O problema já é reconhecido, tanto que a concepção desse projeto era voltada de forma genérica..

Published

on

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Uma nova pesquisa desenvolvida pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP utiliza relógios inteligentes (também chamados de smartwatches) para monitorar pacientes que sofrem de Covid longa.

O estudo, apresentado nesta semana na 27ª Feira Hospitalar, em São Paulo, pretende melhorar o acompanhamento de quem está acometido pela síndrome e também identificar os principais fatores biológicos associados a ela.

A Covid longa ocorre quando pacientes continuam com problemas de saúde mesmo após semanas do diagnóstico para o coronavírus. Diversos estudos têm tentado identificar os mecanismos por trás desses danos, em busca de soluções.

Linamara Rizzo Battistella, professora titular de fisiatria da Faculdade de Medicina da USP e pesquisadora principal do estudo, explica que uma dificuldade em casos de doenças crônicas é assistir a longo prazo os pacientes.

O problema já é reconhecido, tanto que a concepção desse projeto era voltada de forma genérica para doenças crônicas. Mas, com o crescimento dos casos de Covid longa, os pesquisadores optaram por se concentrar nessa condição.

A ideia é entender "como monitorar o paciente para que ele esteja tranquilo a distância", sem perder os dados necessários para observar a evolução da Covid longa, explica a professora.

Contando com 80 participantes, a pesquisa faz com que eles utilizem relógios inteligentes da marca Samsung com sensores que mensuram dados do organismo. As principais informações são frequência cardíaca, pressão arterial, frequência respiratória e saturação do oxigênio.

"Eu consigo ter as informações em tempo real. Na plataforma que foi desenvolvida, nós olhamos para essas questões e sabemos exatamente se o paciente está evoluindo, estacionado ou se piorou", explica Battistella.

Para a pesquisadora, o acompanhamento constante por meio dessa tecnologia é uma vantagem porque permite também uma avaliação de dados registrados em diferentes circunstâncias cotidianas, como em momentos de atividades físicas.

Para averiguar se as informações obtidas pelo aparelho são fidedignas, os pacientes também passam por exames no hospital. Os pesquisadores então comparam os dois resultados para confirmar se o monitoramento do relógio condiz com os resultados dos exames.

É esperado que os voluntários continuem sendo monitorados no mínimo até o final do ano, mas isso depende também da permanência ou não dos sintomas da Covid longa.

Os dados compilados no estudo devem também auxiliar a identificar quais são os marcadores biológicos mais associados à síndrome de pós-Covid.

"É preciso entender quais os parâmetros que realmente importam e que têm maior atenção em casos de Covid longa para uma intervenção mais urgente. Isso só vai ser possível com o monitoramento", afirma a professora.

Para além da Covid longa, o estudo também quer tirar lições para a melhoria do acompanhamento de pacientes com outras doenças crônicas, sem que precisem se deslocar para centros médicos. A transmissão de dados para as equipes de profissionais, algo que pode ser impulsionado com a tecnologia 5G, é vista como um dos caminhos futuros para a medicina.

"É um projeto que vai oportunizar melhorar o nosso modelo de atendimento. Por outro lado, vamos continuar desenvolvendo novas estratégias", conclui Battistella.

Continue Reading
Advertisement

Tendência

Copyright © 2022 - BILLNETWORK - Humberg Trajano - Programer