Estudantes de São Carlos chegam ao local de prova do Enem com a família: “É a força que a gente tem”

Advertisements


Primeiro dia de prova tem questões de linguagem e redação. Kenci João Arósio da Silva foi fazer o primeiro Emem em São Carlos acompanhado da mãe: 'É a força que a gente tem".
Raquel Baes/G1
Muitos estudantes que irão prestar a prova do Enem na campus da Unicep, em São Carlos (SP), neste domingo chegam ao local de prova acompanhados das mães.
“A força que a gente tem é na família, é em quem a gente pode confiar”, disse Kenci João Arósio da Silva, que irá fazer 18 anos na terça-feira (23).
Ele está prestando o Enem pela primeira vez, quer um curso na área de exatas e tem a mãe como grande apoiadora.
“Vim trazer ele porque é uma superação a gente entrar na faculdade e ter um curso superior. Eu sempre apoiei e falo pra ele que a melhor coisa é o estudo porque sem ele a gente não é nada e o estudo é uma coisa que você aprende e ninguém tira, é para a vida”, afirmou a confeiteira Solange Ibanês Arósio, de 45 anos.
Luana Monteiro, de 18 anos, foi para a prova do Enem, em São Carlos, acompanhada da mãe e da irmã
Raquel Baes/G1
Luana Monteiro, de 18 anos, também vai prestar o Enem pela primeira vez e chegou ao local de prova com a mãe, Mirna Monteiro, e a irmã Isis Monteiro 13 anos.
Ela vai prestar engenharia da computação e está preocupada com as interferências que a prova pode ter tido pelo governo.
“O governo deu aquelas declarações, teve as mudanças no Inep, acho que o tema da redação não vai ser Amazônia, também não vai ser questões políticas, acho que vai ser alguma coisa tranquila que não tenha nada com o governo, acho que pode ser evasão escolar, porque o próprio Boslonoro falou muito disso, relacionado à pandemia, meu chute é que o tema será evasão escolar”, disse Luana.
Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *