Irmãs venezuelanas fazem provas do Enem na PB e relatam dificuldades para estudar: ‘Foi luta’

Advertisements


Luzmarene trabalha como depiladora e Luzmar como doméstica, em João Pessoa. Para conciliar estudos e trabalho, elas se prepararam para o exame no turno da noite. Irmãs venezuelanas fazem provas do Enem na PB e relatam dificuldades para estudar
Bruna Cairo/g1
Luzmarene e luzmar Navarro são irmãs, de origem venezulena, que vão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em João Pessoa, neste domingo (21). Elas se mudaram para a Paraíba há cinco anos, quando Luzmarene conseguiu uma bolsa integral para cursar Medicina Veterinária em uma instituição particular. Juntas, partilham das dificuldades que enfrentam para estudar no Brasil.
"Eu senti mais discriminação quando comecei a faculdade. Foi luta", relatou Luzmarene.
Luzmarene disse que resolveu fazer o exame mais uma vez porque, com a nota atualizada, tem a opção de mudar de universidade. Ela até já havia sido aprovada antes em uma instituição brasileira, mas não conseguiu estudar porque recebeu informações erradas sobre a documentação necessária para fazer a matrícula.
Já Luzmar, faz a prova pela primeira vez e ainda não sabe qual curso escolher, mas tem certeza que precisa agarrar a oportunidade de continuar estudando.
LEIA TAMBÉM:
Mais de 93 mil candidatos estão aptos a fazer provas do Enem na Paraíba
Sem internet, energia e água em casa, paraibana se prepara para o Enem
Aos 27 e 29 anos, respectivamente, Luzmar trabalha como doméstica e Luzmarene como depiladora. Com o dia ocupado pelo trabalho, só acham tempo para os estudos no turno da noite.
As irmãs contaram que não foi difícil aprender a Língua Portuguesa. Mas, que vez ou outra, as semelhanças entre o indioma do Brasil e o Espanhol venezuelano, atrapalham.
Mais de 93 mil candidatos estão aptos a fazer provas do Enem 2021 na Paraíba
Pelo menos 93.452 candidatos estão aptos para fazer as provas do Enem 2021 na Paraíba, conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Neste domingo (21) acontece o primeiro dia de provas do exame.
Os participantes devem chegar ao local da prova com antecedência no primeiro dia de aplicação, já que os portões abrem às 12 horas e fecham às 13 horas (horário de Brasília). A duração da prova é de 5 horas e 30 minutos – das 13 horas e 30 minutos às 19 horas (horário de Brasília).
No segundo dia, os portões abrem às 12 horas e fecham às 13 horas (horário de Brasília). A duração da prova é de 5 horas – das 13 horas e 30 minutos às 18 horas e 30 minutos (horário de Brasília).
Além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, a máscara de proteção facial é item obrigatório em 2021, assim como foi em 2020.
Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *