Polícia Rodoviária apreende caminhonete roubada na BR-226 no MA

Advertisements


Caminhonete foi apreendida por volta das 14h50 no km 170 da BR 226, no município Governador Eugênio Barros; Motorista foi autuado pelos crimes de receptação e uso de documento falso. Polícia Rodoviária apreende caminhonete roubada na BR-226 em Governador Eugênio Barros
Divulgação/Polícia Rodoviária Federal
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde desse sábado (2) uma caminhonete roubada trafegando na BR-226 no município de Governador Eugênio Barros, a 372 km de São Luís.
Segundo a PRF, por volta das 14h50, os policiais rodoviários visualizaram o veículo transitando no km 170 da BR 226, em Governador Eugênio Barros. O condutor da caminhonete, que não teve a sua identidade revelada, estava tentando desviar da barreira policial e passando por dentro de um pátio de um posto de venda de combustíveis.
Os policiais rodoviários seguiram em acompanhamento tático e realizaram a abordagem. O veículo era conduzido por um rapaz de 28 anos de idade e tinha como passageiro um outro rapaz de 30 anos.
O motorista apresentou o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) com sinais grosseiros de adulteração. Ao consultar os elementos de identificação retornou uma picape de placas do estado do Ceará, com queixa de roubo em Fortaleza no dia 1º de agosto de 2014, conforme Boletim de Ocorrência.
Indagado sobre o veículo, o condutor informou que é mecânico em Presidente Dutra, a 347 km da capital, e estava vindo socorrer um motorista de um carro de placas do Maranhão, que andava junto com ele. Ele disse que a picape era de um cliente que havia deixado na oficina para consertar, que não sabia o nome do cliente só que ele reside em um povoado na zona rural de Governador Eugênio Barros.
Diante dos fatos a ocorrência foi encaminhada para o plantão da Polícia Civil de Presidente Dutra. O condutor foi entregue sem lesões e sem uso de algemas. O veículo estava em condições razoáveis de conservação. Ele foi enquadrado pelos crimes de receptação e uso de documento falso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *